quarta-feira, setembro 05, 2007

Jorge Palma e o fetish do Leão de Stockhausen

Stockhausen, compositor contemporâneo Alemão, em 1974 inicia a composição de Tierkreis. Uma obra baseada nos doze signos do zodíaco, inicialmente para caixinhas de música, como banda sonora para uma peça de teatro para crianças. Nesse conjunto de doze peças, uma destaca-se: a número sete, o Leão, cuja partitura para piano está aqui apresentada:








E o que tem isto a ver com Jorge Palma? - Podeis perguntar vós. A resposta está em "Amora Morena" do álbum "Asas e Penas" ao minuto 2:59. Ouvi com atenção. Apenas piano, a tocar o Leão do Stockhausen. Isto em 1984. A obra era fresquinha e desconhecida e Jorge em 1979 teve seminários de composição com o dito senhor. Coincidências? Algo que terá ficado a bailar no ouvido?...
Mas o Leão do Stockhausen não é apenas mais um daqueles fetishes que aparecem só uma vez. Definitivamente é uma marca pessoal que ficou bem vincada e decalcada. E a prova é o seu ressurgimento: desta vez no "Só", de 1989, na "Terra dos sonhos" ao minuto 3:01.
Mais uma vez, no final, decalcado e enigmático. Será um devaneio? Será que o Jorge alguma vez mais toca esta mini-peça nos concertos? Será que aparece em mais algum lugar? Eis o desafio para um bom Palmaníaco que se preze: estar atento e ver o Leão do Stockhausen, que gosta de amoras e se passeou pela terra dos sonhos, onde mais terá ele andado a pôr as patas.



5 comentários:

Ad'A disse...

Realmente esta é um passagem que fica no ouvido! Não sei até que ponto já não se ouviu em concertos...
Obrigado pela curiosidade.
Os génios têm destas coisas!
Fico atento.
André

Ovelha Negra disse...

Um desafio interessante!
beijos

Nã disse...

Caro Tiago, tens um óptimo ouvido! Só agora é que reparei nisto do leão...

coelho dos relógios disse...

Só agora reparei... e é bem verdade... mas é assim...

Ad'A disse...

Está a passar na RTP1 um anuncio ao Concerto de Sintra. Aquilo está engraçado... Há alguma coisa sobre o concerto da Suiça ou sobre o de Vila do Conde?

Saudações.