domingo, maio 11, 2008

Jorge Palma vencedor nos Globos de Ouro



50 comentários:

Anónimo disse...

e vai ganhar!!!!!!!!!!!!!

David disse...

O Herman é realmente um animal, uma pessoa que não tem noção do seu espaço ou atitudes. A sua inconveniência ultrapassou qualquer limite de bom senso, pondo em causa a imagem e até a integridade física do Palma. A intromissão numa altura que não lhe dizia respeito só se pode classificar como uma grande falta de respeito e mau gosto.
Realmente o momento de glória do Palma tornou-se num espectáculo circense protagonizado e incentivado estupidamente pelo Herman.
A desilusão foi total pelo que nem nos foi possível ouvir aquilo que o Palma tinha para dizer.

Meus amigos, REVOLTEM-SE, o Palma não merece ser enxovalhado e humilhado, desta maneira, em praça pública.

Neste excelente ponto de encontro de Palmaníacos, fica, assim, registado o meu desagrado, o que é raro expor, algo que se manifesta em alturas que considero extremas e graves.

Soraia Blás disse...

David, concordo plenamente contigo, foi realmente uma vergonha, e uma humilhação para o Jorge.

Anónimo disse...

Bm dia
Pesquisei hoje tudo na net que tivesse a haver como o Jorge Palma.
Para me inteirar do que se dizia hoje dele.
Ontem temos dois aspectos que possamos assinalar.
1-Herman abusou do seu tempo como costume,no entanto depois usou o tempo da melhor maneira para salvar Jorge Palma.O Jorge Palma não estava "bem" e isso era notório.
2-Se ia actuar.. eu não o vi a actuar apenas vi "cenas2...

Pêndulo disse...

Muito sinceramente, há muito que o senhor Herman José ultrapassa todo e qualquer limite de bom senso, com todos os convidados, com as piadas que quanto a mim, há demasiado tempo que deixaram de ter qualquer piada. Mas o problema deve ser meu, que estou a ficar velha e sem paciência, porque o senhor continua a ser vedeta e a ser pago a peso de ouro.

Mas num país, onde chiquititas, moranguitos e floribelas são as grandes vedetas nacionais, a par com as vedetas futebolisticas não se pode esperar muito.

Aqueles minutos foram deprimentes... e se o "Zezinho" "usou do seu tempo para salvar Jorge Palma", não me pareceu.

O senhor Herman José (que de "Senhor", nada tem), diverte-se a humilhar as pessoas que desgraçadamente partilham o palco com ele. Para além de um grave problema de falta de educação e de bom senso e até mesmo falta de inteligência, manifesta um problema de auto-estima: o ter que ser "melhor" que os outros humilhando-os simplesmente para que não possam brilhar mais (o que actualmente é muito fácil) é já um sinal de um grave disturbio... é pena que se continue a apaparicar essas criaturas ao invés de se tentarem colocar no seu respectivo lugar, que é bem pequeno...


...e sim, notava-se pelo olhar que Jorge Palma não estava bem. Aliás...com muita pena minha, voltou a ter esse olhar que já não engana ninguém...

...mas duvido que actuasse- não é costume os nomeados actuarem. Não se viu Da Weasel ou Mundo Cão tocar qualquer tema...

...depois disto tudo, apenas posso dizer que... se calhar, mais valeria não ter ganho, para evitar aqueles minutinhos televisivos deprimentes...

Nanda

HF disse...

Foi definitivamente um cenário triste de se ver.
Apesar de notoriamente em baixo, o Jorge tinha algo para nos dizer e gente a quem agradecer.
Apesar de todos os momentos menos bons a que o Jorge já nos habituou, nunca deixou de nos trazer a melhor música e as suas humildes palavras.

Apesar de admirar o Herman José, pela sua carreira como humorista, a sua atitude foi inqualificável. Não foi de todo um acto de salvação. O Palma não precisa de quem o salve.

Abraços,
HF

Anónimo disse...

Penso que vocês são todos uma cambada de idiotas. Eu aprecio e respeito muito tanto a música como o Jorge Palma em si, no entanto é conhecido o problema dele com o álcool nos últimos anos e isso era claramente notório, estava, como se diz na gíria popular "bêbado". O Herman salvou concerteza a situação, pois num momento tão constrangedor como aquele, qualquer coisa que se deixasse o Jorge Palma fazer iria provavelmente não resultar lá muito bem. Como aqui já disseram, o Herman neste caso salvou a imagem dele e a situação mantendo ao menos um pouco da dignidade, que já não era muita, do Jorge Palma. Concordo que o Herman há muitos anos foi bom e que hoje em dia é deprimente tendo um humor por vezes muito baixo e/ou até brejeiro, no entanto desta vez ele realmente foi o único que conseguiu contornar a situação

HF disse...

Caro anónimo,

Não acho que o insulto seja a melhor forma de começar a sua opinião.
À parte disso, é completamente livre de ter a sua opinião.
Agora, tenho a dizer-lhe que existem muitas formas de salvar uma situação, existem formas de dialogar e existem formas de disfarçar certas situações em televisão que não "avacalhar" o sistema, arrastando um artista pelo palco fora, partindo um microfone que custa umas centenas de euros e convertendo o palco do coliseu num circo.
Não ouvi nada de errado da boca do Jorge Palma, muito pelo contrário. Não ouvi o Jorge dizer uma asneira que fosse nem a tirar qualquer prestigio ao espectáculo, contrariamente ao que a própria organizadora do espectáculo "SIC" fez com aquela estupidez das barrinhas de cor, demonstrando o completo desespero e amadorismo de uma televisão que não tem qualidade para sobressaír no meio de apenas 2 canais num país tão pequeno... mas isso são outras histórias.

Visto isto, tenho dito que sinto pena por as pessoas não verem mais além e por terem sempre a bela capacidade de dizer mal de um artista que tanto dá ao seu país, um verdadeiro mestre, Jorge Palma.

Cumprimentos,
Hugo

Anónimo disse...

Não se esqueçam que tudo aquilo aconteceu em directo. Foi notório que o Jorge não estava em condições, ele já se estava a repetir e se tivesse continuado o mais certo era ser motivo de gozo do Coliseu. Mal ou bem, o Herman tentou levar aquele momento para a brincadeira e acabou por "salvar" o Jorge Palma. Reparem que hoje as pessoas ou riem da situação ou atacam o Herman. Se há uma certeza que eu tenho é que a atitude do Herman não foi uma questão de se exibir ou tirar o protagonismo, foi apenas disfarçar um momento menos bom e eu sei do que estou a falar. Abraços

David disse...

Vamos então salvar todos os alcoólicos e drogados deste país - recorramos à humilhação sobre os mesmos, gozemos deles em praça pública, façamos um espectáculo circense sempre que nos depararmos com alguém com problemas - será esta a "salvação" de todos eles?
Penso que chamar idiotas a pessoas que não concordam com esta forma de "salvação" de uma possível situação constrangedora é no mínimo ofender a nossa capacidade de análise, desprezando a inteligência alheia e bom senso.
Meu amigo anónimo, nem sequer apelo ao respeito por um músico de excelência, de referência no panorama nacional, apenas relevo o respeito por um ser humano, uma pessoa singular que não provocou qualquer momento constrangedor, foi, para mim, uma vítima de um espectáculo indignamente causado por um ser torpe.

Anónimo disse...

Boas,

apesar de não me poder autoproclamar o seu fã nº1, gosto de algumas coisas do Jorge Palma, nomeadamente do seu último trabalho. Em relação ao Herman, já não sou o seu fã nº1, porque já não é o Herman do Tal Canal e outros. Ainda assim, as coisas às vezes não correm como se pretende e a "queda" inicial é que correu mal ao Herman que, na minha opinião, tentou proporcionar ao Jorge uma saída em ombros. Manter-lhe alguma da dignidade que se ia perdendo à medida que passavam os segundo e que as pessoas se apercebiam do estado em que se enconrtava. Eu, que não sou o fã nº1, estava com pena (e vergonha, sabe-se lá porquê) deste homem que é, sem dúvida, um dos grandes compositores/intérpretes contemporâneos da música portuguesa e isso só por si já é tão triste...imagino que foi o que muita gente sentiu e foi por isso que o Herman interviu, assim como eu teria feito o mesmo. A forma não foi feliz, e a resolução do problema foi o improviso no improviso, e aí já não há muito a fazer.

Anónimo disse...

O "nosso" Jorge está no mau caminho. Como fã incondicional, mobilizei amigos, conhecidos, para o irmos ver à minha terra,Beja, no certame mais importante na área a sul do país, a Ovibeja, e num palco onde passa todos os anos grandes nomes da nossa música. Rio Grande, Rui Veloso, Xutos, Da Weasel, já aproveitaram o palco da Ovibeja para lançarem os seus CDs, para vermos a importância da coisa. Na 4ª 31 de Abril, vespera de feriado, milhares de pessoas esperaram o Jorge. Foi com tristeza que ouvi assobios merecidos, chacota, gozo, e um Jorge perdido de bêbado, bebendo uma cerveja ao piano, enganando-se vezes sem conta e dando-se ao luxo de parar e voltar a começar do início. Mau demais. Vergonha. Acorda Jorge! Quem te defende perde todos os argumentos depois de figuras tristes como as que fizes-te. Senti vergonha. Cheguei a casa, olhei para toda a discografia que tenho tua e...desiludi-me. Não é este o meu artista.

Pedrp-Beja

david disse...

Pena e vergonha foi decerto algo que nem me passou pela cabeça. Apenas senti orgulho e felicidade ao ver o Palma a ser anunciado como vencedor.
Pôr em causa a dignidade de uma pessoa que apenas estava a agradecer e a tentar dizer algo, o que não foi fácil depois de tanta interrupção, é tentar passar uma imagem negativa de alguém, a quem não foi permitido mostrar o que tinha para dizer.

Anónimo disse...

Reconheço que me excedi ao insultar os presentes e por isso penso as minhas sinceras desculpas. Contudo, e como já outros disseram aqui, o Herman (apesar de não lhe achar piada nenhuma e de considerar de desceu a pique ao longo dos anos, quando em tempos era um bom humorista) tentou disfarçar a situação e não lhe correu bem com aquela queda. Não me pareceu de todo que fosse uma tentativa de humilhação ou gozo para com o Jorge Palma. Concordo plenamente com a vossa opinião, o Jorge Palma é um artista brilhante e devo-lhe todo o meu respeito, admiração e reconhecimento e aprecio o seu trabalho. Contudo, e como já disse, é sabido que nos últimos anos tem vindo a desenvolver problemas com o álcool e é uma pena o percurso que tem vindo a desenvolver nesse aspecto. Contudo, naturalmente fiquei satisfeito com o facto de ter ganho. Tenho um familiar próximo ligado ao ramo da música e conhece bem o Jorge Palma e tive a oportunidade há cerca de uns 5 anos de almoçar com ele junto à praia de Melides. Foi com grande alegria que me apercebi que ele apenas bebia águas ou coca-colas, ele próprio dizia, fazendo troça de si que agora não bebia álcool. Contudo, parece que após 2 anos não aguentou o esforço e caiu novamente no vício. Restas-nos esperar para ver o que irá suceder com tão dotado artista.

João N.

david disse...

Não percebo que situação tentou o Herman remediar ou disfarçar.
Na eventualidade do Palma estar alcoolizado, todos nós lhe conhecemos o seu ar ou discurso sempre desconcertante e espontâneo, que mesmo quando está sóbrio se manifesta inevitavelmente. A sua atitude é assim, surgem gargalhadas, desconexôes, que não podem ser vistas como uma possível situação que constranja o público. Mais, pelo que sabemos o Herman tem tido momentos televisivos bem piores, esses sim infames e obscenos, em nada comparáveis com o que o Palma faça ou venha a fazer.
Agora, não aceito que me digam que o objectivo foi tentar remediar e disfarçar alguém ou algo, ainda por cima desta forma bruta e idiota que enerva qualquer pessoa que nutre algum respeito e consideração pelo Palma.
Volto a insistir, foi ridícula a atitude do Herman, pondo em causa a imagem de uma pessoa, que mesmo não estando no seu estado natural (se é que isto existe), tinha algo para dizer. Não me parece digno que um galardoado saia do palco puxado pelos pés, como se de um animal se tratasse.

André disse...

A gestão de todas estas emoções é muito complexa. O Herman foi de facto inconveniente... A razão porque o fez é que é deveras discutível.
Dizer que tentou salvar, dizer que quis protagonismo... Só ele sabe não é... Ele e o Palma que deve ter conversado com ele depois. Importante, mais do que tudo, (não) querendo desviar toda gente da discussão em que tanto se empenham, é que Jorge Palma, é o Vencedor do Globo de Ouro para a categoria de melhor intérprete, graças ao seu trabalho e ao seu génio!
Obrigado Jorge!

Gonçalo Randulfes disse...

"Os portugueses vivem em permanente representação, tão obsessivo é neles o sentimento de fragilidade íntima inconsciente e a correspondente vontade de a compensar com o desejo de fazer boa figura, a título pessoal ou colectivo."

Herman és risível, pobre tambor a rufar bolor!

Anónimo disse...

Boa noite,
Sinceramente, pareceu-me que a atitude do Herman não foi mal intencionada. Creio que tentou levantá-lo e colocá-lo nos ombros. Só correu mal quando o deixou cair. Nesse ponto deveria ter parado e não tentar disfarçar. Dou os parabéns ao Palma por lhe ter sido entregue o prémio, já o merecia há muito tempo.
Por outro lado, julgo que, esta distinção, deveria ter tido lugar num cd mais emocionante em termos musicais.
Saudações

João Pedro disse...

Boa noite a todos!
(menos aos anónimos que começam um comentário, até então pacífico, a apelidar tudo de uma cambada de idiotas)

Não tenho tempo para mais ...

E como não tive o privilégio de tele-assistir à magnifica gala em directo, deixo aqui a minha visão do grande "salvamento" do Palma pelo Herman Super-Herói!

Ora, acompanhem com o video:
http://youtube.com/watch?v=sJfNfRO52xM

1- Jorge é chamado ao palco e Herman começou logo a "salvá-lo".

2- Herman abraça o galardoado, dá-lhe os parabéns e ainda antes deste se chegar ao microfone volta a logo "salvá-lo" passando à sua frente e fazendo umas palhaçadas com os seus óculos "Dolze & Bagana" enquanto pisa o fantástico vestido da Bábá.

3- A custo, Palma tem acesso ao troféu e diz:
- "Finalmente ..., a gente vem cá tantas vezes, não é?" (risos)
- "Não.., o que é importante é ser nomeado. É sinal que a gente está a trabalhar, está a produzir .." pausa
Olha para o micro (cerca de 50 cms abaixo do habitual) e pergunta:
- "Não preciso de me curvar, pois não?"

Põe o globo aos ombros e comenta:
- "Isto pesa..." (risos)
Volta ao discurso e desabafa:
- "Aaah Finalmente foi .. é ..." (risos e aplausos)

4- E é então que o Super-Herói Herman volta ao ataque para "salvar" Palma. Ajoelha-se por trás do músico e tenta levantá-lo em ombros apenas apoiado nos seus sapatinhos de cristal. Resultado ...

Escorrega, cai de joelhos e deita ao chão Palma, globo e microfone perante as gargalhadas na sala (qual Herman circo ...).

5- Herman faz uma segunda investida e consegue erguer Palma para mostrar que as idas aos ginásios rendem o que custam. Tinha "salvado" o Palma de novo.

6- Mas, para que o salvamento fosse ainda maior ... e já depois da Bábá ter pedido "musica" volta com o palma às costas e pousa-o no centro do palco.

Palma ergue o globo com um sorriso .. e Herman (não satisfeito com o com o seu heróico "salvamento") decide "salvar" mais um bocadinho o Palma (coitadito ..)

7- É então que Herman (o Herói), puxa Palma pelo casaco, deita-o e, forçando-lhe a nuca, obriga-o a soltar as suas palavras enquanto quase lambe o chão. (é um novo método de "salvamento" recomendado pelo INEM ..)

8- "Então é assim...
- "À grande equipa; ao Flak que produziu o disco; aos meus ..." (Herman continua o "salvamento" enquanto o publico se diverte)
Palma continua:
- "Isto é importante ser nomeado, não é Zé Cid?"
Herman muda de técnica de "salvamento" e rebola-se sob as costas de Palma, enquanto Teresa Guilherme chora de tanto rir.

9- Bábá chega um outro micro ao Palma mas perante tamanho "salvamento" do Herman, volta a posição erecta e continua a contemplar o Palma no chão.

10- No momento em que Palma tenta voltar ao discurso de agradecimento à equipa, aos "Demitidos" ...
"E agora diria assim ..."

11- Herman levanta-se e, num acto heróico de "salvação final!", segura Palma pelos pés e arrasta-o pelo palco até o tirar de cena ... FIM

12- José Cid levanta-se e bate palminhas como quem está a fazer festinhas a um caniche.

13- Jà começou o dia ...
Quem quiser que se divirta neste circo ...

Que eu contento-me com o Palma a cantar:
http://youtube.com/watch?v=62Xigpw_7Po

"Tira a mão do queixo, não penses mais nisso
O que lá vai já deu o que tinha a dar"
...

Maurette disse...

Caros, assisti ao vídeo algumas vezes, pois não tive a sorte de poder ver o espetáculo ao vivo. No entanto, tenho de concordar em gênero, número e grau com o David: este senhor Hermann - que foi apresentado como "um grande artista português" - deveria estar enjaulado. Alguns amigos me dizem que ele já foi um grande comediante. Pois o que assisti nesse vídeo foi um espetáculo de circo romano. O Jorge Palma é uma pessoa de grande dignidade humana, em que pesem suas dificuldades com o álcool. Além disso é um verdadeiro gênio da música, portuguesa ou não; da música, enfim - e, como tal, deveria ser tratado como um legítimo rei. Sua expressão em cena - sentado e depois, ao subir ao palco - não denotava qualquer alteração. Estava lúcido, sóbrio, equilibrado e sobretudo muito feliz com o prêmio. Aquele seu jeito meio desconexo é da sua própria personalidade, e um de seus encantos. Porque Jorge é de verdade, não tem máscaras ou poses artificiais. E sobretudo é um cavalheiro e tem educação. Por isso mesmo, merecia ter vivido intensamente a sua grande conquista. Sim, porque é um prêmio importante, um justíssimo reconhecimento, ainda que surpreendentemente tardio. O Sr. Hermann José agiu com desrespeito, má-fé e mau caráter, pois achou-se no direito de desqualificar o grande momento do Jorge, levando não só a situação ao ridículo como explorando a "fama de bêbado" do artista para transformá-lo numa alegoria justamente quando seria coberto de glória. Isso é coisa de mau caráter, não tem outro nome. Algo feito para aparecer a todo custo, não importa a quem se destrua ou humilhe.
Reparem que ele entrou pelas pernas do Jorge e desequilibrou; quando o Jorge já se recompunha, o imbecil puxou-o para o chão para inventar aquela sandice do microfone. E até machucou o Jorge, que disse "ai!". Isso é inqualificável em todos os sentidos.
Pena que o Jorge seja tão inocente - no melhor dos sentidos - a ponto de concordar em prolongar o lastimável episódio. Sim, porque ele concordou em falar no que restava do microfone, rente ao chão, e não colocou o animal no seu devido lugar.
A apresentadora, no início, bem que tentou pôr fim àquilo quando o Hermann ergueu o Jorge em triunfo, mas o maldoso prosseguiu em sua deliberada pantomima. Não é justo, gente! Acho que todos os que não compactuam com semelhante absurdo devem escrever aos jornais portugueses e à SIC, detratando esse desqualificado que vai voltar ao horário nobre e estrear um programa, vai entrar nas casas de todos vocês com suas imbecilidades e ser muito bem pago por isso!
Apesar de fã, amiga e defensora incondicional do Jorge, sem valorizar em excesso os seus problemas porque problemas todos nós os temos, reagiria da mesma forma fosse quem fosse a pessoa agredida de uma forma tão absurda, sobretudo no ar, ao vivo e a cores! Não aceito, absolutamente não aceito que alguém se ache no direito de praticar uma maldade dessas na hora que alguém está colhendo o devido reconhecimento pelo seu trabalho e sua arte - arte essa que dignifica e enaltece o país. Realmente, estou "por aqui" com o Sr. Hermann José. E obrigada, David!
Maurette

Anónimo disse...

Olá a todos!

Antes de comentar sobre alguma coisa, quero dizer que estou muito feliz com o globo entregue ao Jorge. Tardio, muito tardio...mas o certo é que o público, soberano nos seus gostos e nas suas escolhas, elegeu este genial artista como justo merecedor de tal prémio. E é aqui que começa alguma da minha indignação.

Se foi ao Jorge que foi pedido para subir ao palco para receber o globo, o que fazia lá o Herman, a tentar, como sempre, ter protagonismo?

Pois... embora digam que o Super Herman queria salvar o Jorge (é que ainda não percebi o motivo desta salvação), aquilo que eu acho mesmo é que o Senhor Herman estava a sofrer do síndrome da não nomeação ou do síndrome da não apresentação do programa. Por isso, assim que lhe deram a oportunidade de subir ao palco, o “rapaz” não se acanhou em esticar-se, mostrando aos presentes:” olhem, estou aqui...também vim...e faço aquilo que quero.”

O que este insano não percebeu, foi que a SIC lhe tinha dado uma das melhores oportunidades da noite: dar o globo de ouro a um gigante incontornável da música portuguesa. E só por isso, teria a obrigação de ter feito daquele momento, o momento especial do JORGE PALMA.

Há parte deste homem decadente e parolo que é o Herman, quero falar de quem de facto merece, o Jorge.

Admiro o trabalho do Jorge há muito, muito tempo; admiro o homem, o músico e o poeta. Admiro a forma como se apresenta sempre tão humilde e generoso, quando na realidade é tremendamente genial.

Admiro o seu jeito desconexo, de miúdo que acabou de fazer uma maldade sem grande importância; admiro a sua gargalhada desconcertante, o seu olhar apaixonado e o seu coração aos pulos. Admiro a forma como enfrenta a vida e se assume perante ela. Admiro a relação de fidelidade que tem para com o seu público e a forma humilde como que se reconcilia connosco de cada vez que um dos seus espectáculos corre menos bem.

Sobre o seu problema com o álcool, apenas tenho a dizer que anseio de todo o coração que consiga “entrar nos eixos”, não porque me envergonhe de o ver assim, ou porque pareça mal aos olhos dos “mais sensíveis ou hipócritas”; simplesmente quero-o a fazer durante muito mais tempo aquilo que poucos músicos sabem fazer – música, muito boa música – e aquilo que poucas pessoas fazem de forma tão genuína: dar aquela gargalhada tão sincera, com os olhos carregados de brilho.

Ao Jorge Palma, merecedor de todo o meu respeito e admiração, cito uma frase com que Jorge S. Mello o descreve no seu livro de poemas, “Na Terra dos Sonhos”:

“ O Jorge Palma é daqueles poucos artistas que podemos dizer que amamos....”, sabe-se lá porquê!

Até
AnaC

Maurette disse...

Valeu, Ana, lavou-me a alma!
O Jorge merece cada palavra tua!
Maurette

Tamia disse...

Já por aqui disse várias vezes que gosto muito do Jorge Palma.

Já aqui o acusei do desleixo que impos novamente à sua vida. Desleixo este que faz com que outrora concertos memoráveis sejam agora momentos bons por entre as palavras murmuradas ao "sabor" do alcoól.

Na cena em questão digo o que ele disse: FINALMENTE.

Finalmente que ele é reconhecido pela opinião pública, pelos pares, numa festa que é suposto ser representativa do melhor que há em Portugal (atenção, é suposto ser).

Ganhou com um disco que é bom, não o melhor, na minha opinião. Ganhou porque o disco tem uma música que se ouve bastante. A canção foi levada à exaustão.

Quem teve mal no episódio? Eu ainda não sei qual dos dois esteve pior. Falar-se de salvamento é ilusão. Lembro-me há uns anos largos o Diogo Infante salvar o Jorge num programa pondo-lhe um braço para ele se conseguir manter de pé.

O salvamento o que o Herman fez... nem palavras merece.

Charlie disse...

Este assunto, que se encerre. Já chega de especular, de denegrir.
Que fale o próprio se ficou descontente... Há gente cega,há gente que compactua com qualquer corrente e palavra bonita. Maurette, fazia-lhe bem vir passar mais algum tempo a Portugal, não só para se sentir um pouco mais nossa, como também para compreender a realidade social de um país... Para se construir uma opinião, por vezes é preciso mais do que observar.

Hugo Luz(nas opiniões não nos devemos esconder atras de anonimatos) disse...

Protagonismo, o Herman precisa? NÃO!
Reconhecimento, o Herman precisa? NÃO!
Não entendo portanto a causa de tanto desagrado!
Jorge palma , grande interprete | cantor português que merece todo o respeito e admiração, notemos o seu estado de embriagues no dia da gala dos globos, e agora pergunto: CARISSIMOS Fãs de Jorge Palma, preferiam que fosse o vosso imaculado herói a sair dali muito mal visto devido ao seu péssimo e habitual (infelizmente) estado, e ser motivo de chacota na opinião publica, ou, (sejamos directos e verdadeiros), digam lá que até não vos deu jeito esta cena ? Digam lá se não foi a melhor maneira de toda a gente se abstrair da monumental bebedeira de Palma?
Digam lá se não foi a melhor maneira de o vosso ídolo sair como o COITADINHO!
É que meus amigos, esta coisa, que já se está a tornar habito, de apelidar Palma de "coitadinho" já chateia! Ele vive como quer, dá a barraca que quer e agora ainda o querem desculpar à força, de tudo??
AGRADEÇAM a Herman que, pelo seu amigo Jorge, pela tentativa de ajudá-lo, se deixou ser o mais "apedrejado" na opinião publica, TUDO para Palma ainda sair mais como o Coitadinho.
Gostava de ver se fosse assim, imaginem Herman José se mantendo quieto, sem fazer qualquer coisa do género , dando apenas os parabéns a Jorge Palma pelo seu globo, depois este agradecia e falava na sua mais “normal” forma , alcoolizada, saindo de lá MUITO MAL VISTO , seguidamente Herman fazia um apontamento de humor com tal situação, adivinhem, o que vinha a seguir?? vá digam lá..Isso mesmo;:.. "HERMAN È FALSO", "HERMAN FIGIU-SE AMIGO"; "HERMAN CADA VEZ PIOR"; "HERMAN NÂO TEM VERGONHA",enfim entre a primeira situação em que este (Herman) salva a situação, evitando que saísse no dia seguinte noticias do estilo "PALMA ALCOOLIZADO RECEBE GLOBO" deixando que saíssem: "HERMAN PROVOCA SITUAÇÂO DE MAU GOSTO" para simplesmente o ajudar! SIM AJUDAR, O Jorge Palme estava muito, muito mal!
Amigos, AGRADEÇAM A HERMAN JOSÉ!

André disse...

"preferiam que fosse o vosso imaculado herói a sair dali muito mal visto devido ao seu péssimo e habitual (infelizmente) estado, e ser motivo de chacota na opinião publica, ou, (sejamos directos e verdadeiros), digam lá que até não vos deu jeito esta cena ?" Meu caro, frases como estas são perfeitamente dispensáveis... Fico triste com a forma como diz que "até vos deu jeito"... Jeito?! Que rude. Acha que alguém pensa assim... O mal de uns em proveito de outros??! Palma é viver, Palma é um igual, um ser simples... Não precisa de desculpas, não precisa de salvadores , muito menos de "jeitos".

Marta disse...

Adoro o Jorge, e sei que ele adora o Herman. E sei que lhe vai ficar muito grato, pelo facto de ter transformado uma cena penosa "à la Britney Spears" num momento de genialidade - para ambos. Há muitos anos, vi o Herman levar o Mário Viegas em braços para o hospital. Estava em quase coma alcóolico. Um jornal foi informado, e o Herman apressou-se a anunciar: "estavamos a ensaiar para os apanhados". E a notícia morreu aí. Desçam da vossa hipocrisia, e já agora - antes de se armarem em virgens ofendidas - perguntem a opinião ao próprio. Terão uma surpresa !

cristina disse...

Parabéns ao Jorge Palma pelo globo de ouro, bem merecido. Penso que quando falamos em grandes nomes da música portuguesa, daqueles que deixam marcas, temos sem dúvida de falar de Jorge Palma. É dos melhores, se não o melhor que temos em portugal. Pela sua poesia, pela música, pela voz sensual, pelos improvisos, pela irreverência que é própria dele. Se bebe ou não, se foi para a entrega dos globos com os copos, penso que ninguém tem nada com isso.O que está em causa é que o herman deixou de ter graça, não tem programas para apresentar, e como não aceita isso, achou que seria "engraçado" armar uma "brincadeira" (à custo de outros)para as pessoas se rirem, como fez há uns anos atrás com a alexandra lencastre.Recolha-se à sua insignificância e deixe o Jorge Palma em paz, porque mesmo com os copos é mais Homem que ele.

Mariana disse...

Parabéns ao Jorge Palma pelo Globo de Ouro, é o que interessa, não há juizos de valor que o tirem. Se ele tivesse podido falar em condições, parecia-me a mim que estava no bom caminho. Enfim, fica para o próximo Globo ;D

Anónimo disse...

Não me parece que uma pessoa, qualquer que seja, tenha que fingir e parecer bem perante perante uma multidão de oportunistas (pelo menos na sua maioria), como foi o caso do Jorge Palma.

Já me pronunciei, mas preciso de escrever apenas isto:

Herman - por melhores que tenham sido as suas intenções, ninguém lhe encomendou este milagre do salvamento....aliás porque, apesar da excelente carreira que já teve, muitas vezes quem precisa de ser salvo é ele.

Palma - de grande bezana...nunca se escondeu do problema que tem. O momento era dele e ele tinha todo o direito de o viver como queria. Palma aos tropeções, Palma embargado na fala, que mau, segundo alguns de vós. Mas Herman, a dar aquele estrilho todo...uau, que heroi poupou o Palma a dar nas vistas com a sua bezana!!!

Deixem-me rir...mas esta história não á do Jorge Palma! Bezana ou não, muito ou pouco,com barraca ou sem barraca, aquele era o momento dele, daquele genial artista que sempre se mostrou como é....assim, simplesmente assim.

Por isso, não está em causa se Herman fez ou não o melhor. O que está em causa é que não tinha que fazer! O Jorge Palma, já é crescidinho para se saber defender sózinho, perante uma multidão desagradada.

E pronto, tal omo já aqui foi dito, pode encerrar-se o assunto. Ainda assim, eu prefiro o Jorge Palma tal como ele é, sem corantes nem concervantes!!!!
Boa semana a todos
Ana C

Anónimo disse...

Ups...conservantes!!! ;-)
Ana C

Hugo Simões disse...

Para o ano, espero que Herman José receba um Globo de Ouro, que este seja entregue por Jorge Palma e enfiado pelo segundo cloaca acima do primeiro, como ao primeiro apraz.

Paulo Alves disse...

Grande Palma!!
so acho incrível a quantidade de fãs ofendidos com a situação do Coliseu. O Palma neste momento ainda deve estar a rir da situação. Vivam mas é a vida, ouçam Palma e deixem-se de parvoices.

Anónimo disse...

Paulo, acho que será esse o comentário mais bem conseguido no meio de toda esta discussão.

Bem haja!

Hugo Simões disse...

Paulo,

não és maior fã do que eu. Repudio Herman e o exemplo do Jorge não deve ser aplaudido. A bem do próprio, acima de tudo. Só isto. Se te contenta a mulher barbuda vai ao circo. Ver o Jorge assim entristece-me profundamente. Ele está sempre a tempo de inverter este novo rumo desencontrado e descendente, mas não o fará debaixo de aplausos à patetice, em vez de ao génio musical e poético mais puro que este país já viu nascer.

Tenho dito

Rui_242 disse...

Só pelo numero de comentários vale dizer... o Palma é o maior, doa a quem doer (e doí a muitos pelos vistos)... oiçam e apreciam a música, deliciem-se com os concertos e congratulem-no pelo êxito alcançado... o resto não marca pontos!!!

Anónimo disse...
Este comentário foi removido por um gestor do blogue.
André Rodrigues disse...

Cambada de virgens ofendidas! BEm -Haja Palma que sou teu fã e achei o memento divertido , foi alias a unica entrega de globo em que o coliseu se pos de pé!
És Grande Palma!
És grande Herman!

Uma cena a altura dos espiritos de ambos, divertida, gira , Aberta, Liberta, sem complexos de mesquinhes!

Queremos mais globos para o Palma!

ÁguaDiCoco disse...

acho que o mais importante foi o Globo!!

Do resto, quer dizer..já estamos habituados.. o Jorge com seu jeito peculiar (q eu pessoalmente gosto e que é todo o seu encanto, enquanto nao for "em dose exagerada", como foi este o caso!!) O herman há gostos e gostos.. eu também ja lhe vi muita mais piada. Está uma verdadeira criança sem limites. Mas enfim, respeito quem ainda lhe ache graça. Agora se alguém ficou bem ou mal visto com tudo isto foi o Herman, o Jorge reagiu com a sua natural descontracção e cool mind. Portanto, não acho que tenha sido tudo isso que descrevem, afinal os dois conseguiram colocar toda uma plateia a rir e se alguém ficou mal visto foi o Herman pelo seu abuso, não o Jorge Palma.

Henriques disse...

Caros amigos, gostava de deixar o meu testemunho que espero seja esclarecedor e no qual podem confiar:
1.º Estive com o Palma algum tempo antes dos globos e este nem tinha bebido nem me acompanhou a beber.
2.º Depois do problema de Hepatite o Palma bebe com muita moderação.
3.º O Palma engana-se, esquece-se....porque nao prepara os Concertos e pq tem imensas musicas compostas...chegando a tocar a pedido do público esta ou aquela musica...
4.º O Palma é um rapaz algo timido...que apesar de muito inteligente não tem o dom da palavra, sendo que por isso faz muitas pausas nos seus discursos...Por favor não confundam com estar alcoolizado.
5.º O Herman foi um "palhacito reles". O Palma pouco se importou pq é um rapaz simples e nem encarou o Globo como "um momento de glória". A Glória dele e sentir o calor dos seus amigos e "fãs".

Obrigado a todos.

célia disse...

Porque para mim o essencial é a genialidade da tua música, a forma como lês a vida comum e a elevas a poesia. Porque em ti nada é prosaico e corriqueiro como muitos se habituam em outros tantos. Porque para mim és o mais inspirado dos poetas e o mais sublime dos músicos e apenas porque estas características são tão inatas em ti, percebo a tua humildade. Só um homem completo, profundo, sensitivo como tu é capaz de captar o mundo como tu o fazes. Obrigada Jorge por todos os grandes momentos que me proporcionas, por todas as emoções e sentidos que só a tua música é capaz de explorar em mim.

célia correia

Ana disse...

Olá, novamente!

Obrigada Henriques, porque vieste confirmar aquilo que tantas vezes penso!

Vivemos num país muito cinzento e hipocritamente certinho...

Ainda bem que o sol parece querer brilhar hoje :-)!

Boa semana a todos!
Ana C

Carlos disse...

Caro Henriques,

apreciamos as tuas palavras e era bom que fosse assim, mas dizeres que o Palma bebe com muita moderação..."deixa-me rir".

Aliás, o Palma só não tem o dom da palavra quando bebe (com ou sem moderação). Basta ver a entrevista que ele deu à Ana Sousa Dias na altura do lançamento do "Norte" para perceber que quando não bebe passa a ter o dom da palavra.

Acompanho o Palma e a sua música há muitos, muitos anos e acredito que, mais um vez, ele vai ultrapassar esta fase (em termos pessoais) menos boa.

Parabéns pelo Globo e força Palma, és o maior!

Anónimo disse...

Tal como dizia o Agostinho da Silva - "viva a sua verdade, não a minha", diz o Jorge : "ser o teu mestre mas só por um instante"... ou, na Estrada do Sucesso, "bates à porta da companhia, assinas um contrato e eles tratam de te entregar à multidão...", tudo isto há muitos anos já... andei com ele pela estrada da vida, vi-o e amei-o anónimo fora deste "quintal", em ruas longínquas de outras histórias... e temo que ainda o aplaudam quando sucumbir cirrótico em palco!!! g.

ANGELINA disse...

PARABÉNS!MUITOS PARABÉNS JORGE PALMA!

DEIXEM AS ANÁLISES PARA OS ESPECIALISTAS: CRÍTICOS, PSIQUIATRAS,MÉDICOS,ECONOMISTAS E OUTROS QUE TAIS.
ELE DISSE ISTO,E PARECE QUE NINGUÉM OUVIU:

"...encosta-te a mim,
dá cabo dos teus desenganos
não queiras ver quem eu não sou,
deixa-me chegar."

FIQUEM FELIZES PELO PALMA!
ISSO CHEGA E SOBRA!
EM VEZ DE USAREM O TEMPO A FAZER POSSÍVEIS INTERPRETACÕE E A PASSA-LAS PARA PALAVRAS,SINTAM...

E FESTEJEM COM O PALMA!

Anónimo disse...

Finalmente alguem com bom senso.

Deixem as análises para os especialistas (estou, obviamente, a falar da tertúlia cor-de-rosa...)

Parabéns Palma

Anónimo disse...

Todos nós somos especialistas!!
Penso que temos o direito de nos expressar...

JJ

Anónimo disse...

"GANDA" PALMA!!!

Cumprimentos,
Diogo Pombo

Orlando Gonçalves disse...

Existem dois grandes para mim, um é o Jorge e outro o Ary.
São homens que vivem muito além do seu tempo. As suas musicas e os seus poemas ficarão para sempre na menória dos que têm menória.
Saudades grandes muitos grandes de ARY dos SANTOS, e um muito obrigado JORGE pela tua musica e sobretudo pelas tuas letras.

Ricardo C. disse...

já vi alguns concertos do mestre, uns bons, outros menos bons, outros mesmo maus....o melhor que vi até hoje (pk ainda sou relativamente novo nestas andanças[mas ainda da era pré Encosta-te a mim]) foi o concerto genial do CCB..."Carta Branca a Jorge Palma"....onde é que anda esse Palma nos outros concertos?.....eu compreendo-o e aceito-o assim!...mas é tão dificil convencer as outras pessoas

Ir ver um concerto com outras pessoas, entenda-se outras pessoas por "não palmanícos", é sempre um risco....ás vezes tenho pena
Mas nunca desistirei dele!...

beijos e abraços

Em relação ao Herman: "Existem mil produtos para encher o vazio"...e o Herman não escolheu o mais correcto!