domingo, dezembro 13, 2009

Jorge Palma com Orquestra Clássica da Madeira - Reportagem

«Nunca mais me vou esquecer!», disse ontem Jorge Palma, durante o concerto que, conjuntamente com a Orquestra Clássica da Madeira (OCM), deu no Centro de Congressos da Madeira (“Casino”).
O músico e cantor referia-se ao «convite» feito pelo maestro da OCM, apontando que poderia ser susceptível de ser considerado «um risco», já que, anteriormente, houve polémica relativamente ao cancelamento de um espectáculo agendado na Região.
Foi um risco que valeu a pena. Jorge Palma, acompanhado da colectividade madeirense, cantou, tocou e recebeu inúmeros aplausos da assistência. Ao piano, recordou grandes sucessos como o mais recente “Encosta-te a Mim” ou os mais antigos “O meu amor existe”, “À espera do fim”, “Canção de lisboa”, “Estrela do Mar”, “Deixa-me rir”, “Dá-me lume” e a “Gente vai continuar”. Quando cantou “Jeremias O Fora-da-Lei”, o músico trocou o piano pela viola. Houve também momentos de só voz e piano, tornando a actuação mais intimista. E, num concerto desta natureza, não poderia deixar de haver “encore”, com todos os músicos em palco e, claro, aplausos.

Odília Gouveia in Jornal da Madeira

2 comentários:

imagemdosom disse...

JORGE PALMA num registo bem diferente do habitual. Deve ter sido um excelente espectáculo.
Entretanto, fica uma nota: O TIM e o RUI VELOSO prestaram homenagem ao Amigo, encerrando o concerto de sábado, no museu do Oriente, com o tema "Encosta-te a Mim". Como seria de prever, o público que esgotou a sala, cantou com os artistas.

AR disse...

epa...fdx...este é q era imperdível! =|