terça-feira, novembro 24, 2009

Jorge Palma em Portel

Na próxima sexta-feira, dia 27 de Novembro, pelas 23h, Jorge Palma e Os Demitidos, apresentam-se em concerto integrado na Feira do Montado em Portel.

segunda-feira, novembro 23, 2009

Jorge Palma na Gala Santareno - Reportagem

Na noite de 22 de Novembro Jorge Palma fez parte do leque de convidados que marcou presença na gala de homenagem a Bernardo Santareno. Com o tempo contado, dado o vasto número de actuações, Jorge Palma apenas teve tempo para 3 temas: Passos em Volta, Mifá e Dá-me Lume. Deixamos-vos com algumas fotos e com o melhor tema da noite (gravação no local ao vivo).

video

André Sebastião e Gustavo Andrade

sábado, novembro 21, 2009

Jorge Palma - A Bela e o Paparazzo

Como já havia sido noticiado aquando da nossa entrevista com Jorge Palma, este ano, o artista colaboraria no filme "A Bela e o Paparazzo" de António - Pedro Vasconcelos, produzindo temas para a banda sonora.
Chegou-nos hoje por comentário ao post anterior a novidade de que o trailer do filme já se encontra disponível para visualização no youtube. No fim do mesmo podem encontrar um excerto de um dos temas, que em primeira mão anunciamos que provavelmente se chamará "Tudo por um Beijo".

Fiquem com o vídeo



Obrigado ao "Anónimo".

sexta-feira, novembro 20, 2009

Jorge Palma na Gala Santareno

No próximo domingo, dia 22, Jorge Palma, a solo, é um dos convidados da Grande Gala Santareno 2009. Este espectáculo terá lugar no Teatro Sá da Bandeira em Santarém, pelas 21h30m.

segunda-feira, novembro 09, 2009

Jorge Palma com João Pedro Pais no Coliseu do Porto







Aqui fica o registo gravado do concerto de 6/11 no Coliseu do Porto.
Dia 14/11 é em Lisboa.
Dá gosto ver uma bela pianada!

Obrigado a girlangel26 por ter disponibilizado o vídeo.
Um grande bem-haja à IMAGEM DO SOM que nos ofereceu este exclusivo.
Visitem: http://aimagemdosom2008.blogspot.com/

sábado, novembro 07, 2009

Canções no osso disco imaculado


É, provavelmente, o disco mais aconselhável e brilhante de toda a carreira de Jorge Palma. Em "Só", ouve-se o cantor no melhor do seus formatos: apenas a sua voz e o seu piano. Nada mais.

Palma pegou em 15 canções anteriormente gravadas e editadas com banda e decidiu despi-las rumo a um despojamento sonoro e uma simplicidade por vezes desarmante.

Não há, no disco, uma única canção inédita. Estão lá as grandes canções clássicas, como "Bairro do amor", "Jeremias, o fora da lei", "Estrela do mar" ou, entre outras, "Frágil", e algumas das suas mais brilhantes peças, como "O meu amor existe".

Do álbum, diz-se, frequentemente, que foi captado "sem rede", isto é, gravado com a voz e o piano em simultâneo, sem grandes manobras de estúdio.

O disco, gravado em 1991, esteve durante alguns anos condenado ao esquecimento, não tendo desencadeado grandes entusiasmos na altura da sua edição. Por uma qualquer insondável razão, o merecido reconhecimento só chegou quase uma década depois.

Da vasta discografia de Palma, registe-se que, entretanto, em 2002, foi editado "No tempo dos assassinos", duplo álbum ao vivo que recupera o formato piano/voz (ainda que não na sua totalidade porque também lá há guitarra).

O músico faz 60 anos em Junho próximo. Dir-se-á que os últimos anos têm sido gratificantes para um cantor que nunca foi tão popular como agora: os seus discos vendem e esgotam-se as salas por onde passa.

CRISTIANO PEREIRA


in: JN